O Encontro da emoção

por Pedro Ribeiro

Obs: Imagens sem crédito foram postadas no whatsapp

Antes mesmo do evento começar oficialmente houve uma passeio naturista de barco pelas águas que banham Gurarapari

"Maravilhoso". "Perfeito". "Emocionante". "Foi o melhor evento que eu já fui". Estas foram algumas das expressões ouvidas após o encerramento do XV Congresso Brasileiro de Naturismo, em Guarapari, no Estado do Espírito Santo, no domingo, 5 de fevereiro. Mais de 150 pessoas se hospedaram confortavelmente na pousada Riacho das Pedras, um sítio muito bem estruturado com mais de 150 hectares, dominados por paisagens naturais belíssimas. Foi com esse clima de entusiasmo dos participantes  que transcorreu o evento, que teve realmente muita emoção, fraternidade e muita alegria.

Img: Elisangela Santiago

A cerimônia de abertura teve a mesa composta por, além da diretoria da FBrN atual, duas convidadas ilustres: Dona Cyra , a primeira da esquerda para a direita, e, ao lado de pé, a Subsecretária de Turismo do município de Guarapari, Erika de Carvalho. O auditório lotado não comportou todos os visitantes.

Img: Pedro Ribeiro

O Grupo Naturismo Capixaba, o GNC, foi o anfitrião do encontro, dedicou-se e esmerou-se nos mínimos detalhes para que o sucesso fosse concretizado. Sob o comando de Léo Spínola, presidente do grupo, a equipe da organização não deixou qualquer dúvida sem resposta.

O XV CongreNAT teve como tema a homenagem ao centenário de Luz del Fuego, a bailarina capixaba que no final da década de 1940 fundou o primeiro grupo naturista do Brasil. Houve momentos de muita emoção. Um deles foi a presença da prima em primeiro grau de Luz, Maria Cyra de Souza Monteiro, que prestou depoimento e contou "causos" curiosos da vida da homenageada e que poucos sabiam. Dona Cyra está com 82 anos, muito lúcida e alegre, já há anos decidiu fazer um acervo da memória de Luz del Fuego, cuja parte dele levou para exposição e conhecimento de todos.

Um vídeo com uma palestra de Paulo Pereira, contando a história do naturismo de Luz del Fuego foi exibida e arrancou aplausos entusiasmados da plateia que lotou o auditório onde ocorreu a abertura do evento. A própria dona Cyra se emocionou com o depoimento de Paulo e pediu uma cópia do vídeo para colocar em seu acervo.

Todo o elenco da peça, após o espetáculo faz uma homenagem á Dona Cyda, prima de Luz del Fuego

Para completar as homenagens uma peça de teatro foi encenada sobre a vida de Luz. Sob a direção de Márcia Mística, naturista de longa data, a peça reuniu uma dezena de atores convocados entre os visitantes do Congresso, que representaram as diversas personagens que fizeram parte da história da vida da vedete naturista. Os ensaios para a apresentação que encerrou o Congresso no domingo foram feitos apenas na sexta e no sábado, com pessoas que pouca ou nenhuma experiência tinham na arte de representar. O resultado, no entanto, foi emocionante e fechou com chave de ouro o Congresso.

Img: Pedro Ribeiro

O forró foi um dos ritmos que animou o Balie Dançante de sexta-feira e carnaval foi o ritmo de sábado

A organização do evento não esqueceu por nenhum momento daqueles que estavam presentes apenas como visitantes, não eram os delegados que vieram representar suas áreas filiadas na votações do Congresso. Além da piscina e da sauna à disposição, havia campos de futebol e de vôlei, além de dois bailes musicais que fizeram muito sucesso reunindo um bom público divertido e participativo. O primeiro deles foi na sexta-feira à noite, na moda um banquinho e um violão, um cantor agitou a galera com músicas dançantes de todos os ritmos e épocas, acompanhado com um sistema de ritmo e som muito eficiente que não deixou ninguém parado. O segundo baile foi carnavalesco. Começou com apresentação da bateria e passistas da escola de samba do bairro de Olaria, em Guarapari O som vigoroso invadiu todos os ambientes e não foi fácil não participar. Na continuação marchinhas de carnaval coroaram o baile à fantasia que encerrou a noite de sábado.

Img: Pedro Ribeiro

A artista plástica naturista Pamela Reis pintou um quadro de Luz del Fuego durante o Congresso.

Além disso tudo a parte cultural não foi esquecida. Artesões da área estavam vendendo seus lindos e criativos produtos, inclusive a dona Cyra, que também é artesã e moradora de Cachoeiro de Itapemirim. Também Eduardo Rossetto, idealizador do projeto ACORDONÚ, apresentou exposição de painéis fotográficos com lindas imagens da realização das edições de seu projeto que atraiu a atenção das centenas de visitantes presentes.

A artista plástica Pamela Reis pintou ao vivo durante todo o congresso uma tela com imagem de Luz del Fuego que foi sorteada entre os presentes após a conclusão. E até uma aula de Yoga ocorreu em um dos verdes jardins da propriedade.

Nem só de diversão e arte viveu o CongreNAT. Na verdade o Congresso Brasileiro de Naturismo tem finalidade de debater assuntos estatutários e eleger a diretoria que gerenciará a Federação Brasileira de Naturismo durante dois anos. Nesta décima quinta edição foi realizada, na tarde de sábado, uma assembleia extraordinária, onde foram debatidos, avaliados e, enfim, votados assuntos que foram enviados pelas filiadas através de moções para esta finalidade. Foram 12 assuntos exaustivamente discutidos, por vezes defendidos entusiasticamente, durante quase quatro horas seguidas. Algumas das decisões aprovadas foram a realização do Encontro Brasileiro de Naturismo (EBN), comemorando os 30 anos de fundação da FBrN em conjunto com o Sétimo Encontro Latino Americano de Naturismo (ELAN), sem data e locais definidos ainda, mas aberto a inscrições de candidatos sede até

Img: Pedro Ribeiro

A beleza do sítio encantou todo mundo

junho deste ano. Outra moção aprovada é que a partir do EBN haverá sempre convocação assembleia geral extraordinária, no mínimo anual que terão caráter deliberativo. Outra decisão importante que causou muita polêmica e debate é que somente entidades associativas filiadas à FBrN poderão emitir selos anuais a seus associados. As demais entidades serão conhecidas como Parceiras. É o caso por exemplo, entre outras, do jornal OLHO NU e as pousadas que aceitam pessoas naturistas mas não são associações. Os demais itens aprovados serão divulgados quando a ata da assembleia geral for distribuída pela FBrN

A votação para eleger os representantes da FBrN foi secreta. A única exceção foi a delegada da ANAbricó que, por estar com a perna quebrada e não poder subir escada, realizou seu dever federado votando sentada na própria plateia.

Na manhã de domingo foi a vez da Assembleia Ordinária, que tem a finalidade de eleger as pessoas que farão parte da diretoria da FBrN até o CongreNAT de 2019. A eleição foi secreta em cédulas de papel que eram preenchidas pelos eleitores e depositados na urna. Somente podem votar os delegados das entidades filiadas, que podem ser o presidente, o vice-presidente ou, em caso de ausência dos dois, alguém com uma procuração previamente apresentada à comissão eleitoral. Após o escrutínio foram eleitos Pedro Ribeiro (ANAbricó) e Léo Spínola (GNC), como presidente e vice-presidente, respectivamente. Para membros do Conselho Maior foram eleitos Waldo Andrade (Ecoparque da Mata), para a região Nordeste; Paula Silveira (SPNAT) para a região Sudeste; Luiz Carlos Hack (PinhoNAT) para a região Sul. Não houve candidatos para as regiões Centro-oeste e Norte. No entanto na assembleia extraordinária Iran Lamego, representante da região norte no Congresso, foi consultado se ele aceitaria ser membro conselheiro da região Norte, o que foi aceito após algum debate e questionamentos. Foi eleito então por aclamação.

O jornal A Tribuna esteve no evento na sexta-feira e no domingo já publicava a matéria na edição impressa.

Também os membros do Conselho de Ética foram eleitos: Thelma Gil (SPNAT); Fernando Antônio (Ecoparque da Mata) e Márcia Mística (ANAbricó). Todos foram eleitos para trabalhar pelo Naturismo brasileiro até o próximo CongreNAT, com exceção dos membros do Conselho Maior, que são eleitos por mandatos de quatro anos.

Das entidades que se fizeram representar no XV CongreNAT, o destaque ficou com o SPNAT, Naturistas da Grande São Paulo, que levou mais de 20 filiados ao evento, representando uma grande força política dentro do movimento naturista.

O GNC agradece a presença dos naturistas  em nota. Clique sobre para ampliar

Há de se destacar a excelente organização do Congresso que teve mais de 80% de cumprimento dos horários da programação, fato raro em ocorrer nos encontros oficiais e em congressos naturistas  brasileiros. Almoço, cafés da manhã e jantares servidos sem atrasos e com fartura e diversidade de alimentação. A limpeza e cuidado do sítio foram notáveis. Os quartos amplos, todos com banheiros e com quatro camas em cada, embora a organização optou na quase totalidade haver três naturistas em cada um.

Parabéns aos naturistas presentes, embora com um  grande número de participantes, não houve qualquer registro de incidentes ou discórdias. Isto realmente foi Naturismo.

Mais sobre o evento:

http://osnaturistas.com/eventos/confira-os-melhores-momentos-do-xv-congrenat-realizado-no-gnc2/

http://www.jornalolhonu.com/jornais/olhonu_n_195/congrenat.html 

(enviado em 9/02/17 por Pedro Ribeiro)